Fatos e Mitos sobre a busca por emprego no Linkedin

A crise do mercado de trabalho no Brasil vai além de apenas aumentar, exponencialmente, o o número de profissionais sem emprego; hoje somam mais de 13 milhões de brasileiros. Um novo fenômeno vem surgindo com força também avassaladora – a quantidade de pessoas que se encontram na situação de ‘ter que procurar emprego pela primeira vez’.

Em recente palestra que realizei para executivos em busca de recolocação no mercado de trabalho, cerca de 70% dos presentes levantaram a mão quando perguntei: quem aqui nunca teve que procurar emprego?.

Muitos de meus clientes relatam que `não sabem nem por onde começar’.

Muitas vezes, executivos que já atingiram um nível sênior na carreira, alguns atuando por décadas na mesma companhia e que, de repente, percebem que o mundo fora do conhecido ambiente corporativo é um tanto quanto diferente daquele que conheciam no início da carreira.

Uma grande parcela de executivos recebem o serviço de outplacement no pacote de demissão – o que pode si só já é de tremenda ajuda, porque contam com a orientação de um consultor de carreiras, e quando chega no momento de falar sobre busca de emprego na rede Linkedin, sou sempre acionada.

Chega a ser surpreendente a total desconexão de grande parte de executivos bem-sucedidos com as tecnologias disponíveis. Num determinado atendimento, o profissional estava com dificuldade para entender o modus operandi da rede social Skype e, muito divertidamente, confidenciou que ‘nestas horas o rapaz do TI faz uma falta danada’.

E isso é fato, E um fato absolutamente compreensível. Tantas opções e cada uma delas com inúmeras atualizações que torna-se um tremendo desafio conseguir acompanhar as ferramentas e suas funcionalidades.

Com o Linkedin – a maior rede social profissional do mundo, não seria diferente. Mesmo porque, o posicionamento de ser um depósito de CV online ainda é forte na mente de muitas pessoas. Quando apresento o universo de possibilidades que a rede oferece, sem exceção alguma, sempre me deparo com aquele ar de surpresa do tipo: “não fazia a mínima ideia de todas estas opções que a rede oferece."

Alguns mitos são bem fortes, e são os primeiros que busco quebrar, porque somente assim o usuário poderá explorar as funcionalidades da rede e alcançar seu objetivo. Aqui vão alguns deles:

#1 MITO – Linkedin é uma plataforma online para buscar emprego.

# 1 FATO – Na verdade, trata-se de uma rede social profissional com foco em ‘alavancar a carreira’ ou ‘gerar oportunidades de negócio’.

Quem acessa o perfil com o intuito único de buscar vagas disponíveis no mercado está perdendo a chance de explorar o universo de possibilidades que a rede oferece. Muitas vezes, as oportunidades surgirão de um contato novo ou uma indicação, ou até mesmo naquele evento que você foi, mas que não teria ido se não fosse por um convite de alguma conexão da rede. Com mais de 40 milhões de usuários somente no Brasil, são incontáveis os formatos de oportunidades que podem surgir.

# MITO 2 – Assinar a conta Premium e esperar que a oportunidade bata à sua porta.

# FATO 2 – Assinar a conta Premium sem dúvida alguma traz inúmeras vantagens, como por exemplo apresentar mais índices de comparação com outros candidatos ou até mesmo impulsionar o perfil em um mecanismo de busca.

Acontece que a conta Premium sozinha não faz nada. Ficar de braços cruzados esperando que o valor mensal pago pela assinatura seja suficiente para destacar seu perfil dos demais é perda de tempo e dinheiro. A rede Linkedin é uma ferramenta como qualquer outra…e que se não for bem usada talvez não traga os resultados esperados.

#MITO 3 – Usar a rede Linkedin para manter contato com conhecidos

#FATO 3 – Eu diria que este é mais do que um fato, quase beirando um paradigma. A rede social Linkedin tem como missão ‘conectar as pessoas e torná-las mais produtivas e bem-sucedidas’. Em momento algum se posiciona como plataforma para manter contato com conhecidos.

Dito e feito. Esta é um pergunta que sempre me fazem: devo ou não aceitar todos os convites de conexão que recebo?. Sempre respondo que estamos na rede para ampliar nosso networking, seja com foco na carreira ou em negócios.

Atuei mais de 20 anos no mundo corporativo e senti na pele o quanto somos condicionados a pensar em organograma. Acontece que na rede social o fluxo é outro. Em uma rede social se você não souber como pensar em rede, certamente perderá a mágica oportunidade de expandir suas opções por meio dos relacionamentos. Costumo dizer que ‘para ter sucesso na rede, você tem que pensar em rede’.

#MITO 4 – Esse Linkedin não funciona

Sempre que ouço isso, me vem à cabeça as inúmeras dietas que fiz a vida inteira e sobre as quais a minha ideia era a mesma. ‘Ah..essa dieta não funciona’. Depois de incontáveis testes e tentativas, entendi que o que funciona é a disciplina aliada ao equilíbrio entre ‘ingerir menos caloria’ e ‘ queimar mais calorias’.

Percebi que buscar por milagres só me traziam frustração. Nada funciona por si só. E na rede Linkedin não seria diferente. Tenho trabalhado com a metodologia Linkedin 3.0, a qual reforça os pilares essenciais para ter sucesso na rede, com altos índices de sucesso.

Sem um perfil bacana, construído com foco no mercado, sem ampliar e nutrir a rede de conexões, e sem atuar estrategicamente, pode ser que o profissional se depare com uma grande frustração. Clique aqui para ter acesso a mais explicações sobre a metodologia Linkedin 3.0

A grande diferença é que, no caso das dietas a cada dia surge uma nova. No caso de alavancar a carreira ou buscar recolocação no mercado de trabalho, as opções são totalmente restritas – o que torna a forte presença na rede Linkedin como que obrigatória para quem está de olho no mercado de trabalho.

Se você é novo por aqui e quer saber mais sobre como explorar o universo de opções da rede Linkedin separei mais um bocadinho de leitura que podem lhe ajudar:

E se tiver pouco tempo para leitura, aqui vão alguns vídeos que trazem dicas para ganhar destaque na rede:

Ufa…já está bom demais da conta. Espero que cada um dos conteúdos o ajude. E se tiver algum conhecido que esteja passando pela situação de ‘buscar emprego pela primeira vez’, fique à vontade para compartilhar este artigo.

Obrigada por seu tempo e sua leitura. Agora, mãos à obra. Muita coisa para fazer!

Abraços e até a próxima.

Por Luciane Borges que ajudo pessoas e empresas a utilizarem o LinkedIn de forma estratégica, para alavancar a carreira e os negócios. 

Conteúdo relacionado

document.addEventListener('wpcf7mailsent', function( event ) { location = 'https://ceodofuturo.org.br/obrigado/'; }, false );